Publicado em

Cabear,lançar, puxar e organizar cabos parte 1

Cabear, lançar, puxar e organizar cabos

Caixa de passagem

 

        Cabear, lançar cabos, puxar cabos e organização de cabos. Sem sombra de dúvidas uma arte, assim como a advocacia é para o advogado, a odontologia é para o dentista, a alvenaria é para o pedreiro, a funilaria é para o funileiro, e por aí vai. A arte na que eu vejo nestes profissionais é a máxima expressão do dom divino, um presente de Deus. 

Os Cabos

        Pelo menos é o que se espera de todo bom profissional inspirado pelo seu criador. Voltando para os cabos nosso de cada dia, existem peculiaridades que aos olhos desatentos passam despercebidas. Toda infra-estrutura de telecomunicações e comunicações, mesmo as sem fios, pois até nos pontos de  links de rádio temos que cabear, estão ligados por fios e cabos de todas as bitolas e características inerente a cada sistema.

        Para se ter uma idéia, na hora de se retirar um fio ou cabo da sua embalagem, existe um procedimento correto que nas embalagens de fabricantes sérios, vem discriminados. Se você não respeitar o lado por onde você começa a desenrolar o fio ou cabo, pode ter certeza que vai ficar enrolado literalmente. Depois de muitos anos de experiências com cabos e fios ( quantas vezes fiquei enrolado), certa vez, fui contratado para executar um serviço de cabeamento para TV ( LOCAL,  CABO E SATÉLITE) dentro de uma residência.

As exigências

         Até ai tudo bem, entretanto, tinha algumas restrições atípicas como: 

  1. a) a casa já estava pronta toda pintada com rebaixamento de gesso em todas as áreas, 03 andares incluindo subsolo com garagem.
  2. b) Como tinha vários profissionais trabalhando na casa, o contratante exigiu que o serviço iniciasse no subsolo no rack de telecom (final da linha) para cima nos pontos de tv.
  3. c)  Era proibido cortar o gesso para se ter acesso a eletro-calha, furar a parede ou qualquer outro recurso técnico.
  4. d)  Foi exigido a instalação de 02 pontos de tv por ambiente, sendo 01 ponto de antena local e outro ponto de tv por assinatura (CABO OU SATÉLITE), direto do rack no subsolo (no caso de antena local e tv a cabo) e direto dos amplificador da tv por assinatura via satélite. 
  5. e)  O serviço tinha que ser executado em 08 dias corridos (na ausência do proprietário que iria viajar).
  6. f)   Todo cabeamento tinha que ser testado, identificado e conectorizado com conectores de compressão.

 

                          Este cabeamento foi exigido porque na hora de entregar a obra, a empresa que inicialmente cabeou todos os sistemas da casa, usou um cabo fora do padrão da operadora de tv a cabo e satélite, que exigem cabos RG-6 celular com pelo menos 60% de malha.

 

 

Um comentário sobre “Cabear,lançar, puxar e organizar cabos parte 1

  1. show de bola. valeu meu chefe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *